pasta vazia.jpg

        > nestor varela > trabalhos > quimera de mim mesmo

quimera de mim mesmo, 2021

fotografias digitais​, fotomontagens digitais
 

trabalho na exposição repost, coletivo artístico nacasa

trabalho na iii exposição internacional de arte e gênero, coletivo elza, espaço cultural armazém

o corpo em seu extremo, vai além de onde pode ir: retraí, estica, alonga, expande, contorce, força, abre e fecha. este corpo testa os seus (des)limites físicos e ultrapassa as fronteiras de sua estrutura corpórea em um espaço imaginário de binários digitais. o corpo conecta-se consigo mesmo, cria um simulacro de si, um corpo fictício onde o devaneio do que pode ou não ser real tem passibilidade para existir. ser um corpo político, que foge das normas consideradas aceitas socialmente, é ser um corpo estranho. nesta série fotográfica, propõe-se a criação de corporalidades utópicas, em uma tentativa de produzir corpos absurdos e transportá-los para uma realidade física onde o corpo tem poder para se afirmar dentro de um universo fantástico. o corpo carrega seu próprio discurso, torna-se sua própria linguagem, sua tipografia. o corpo preenche a fala, ele comunica à sua imagem. a carne constrói um corpo híbrido, como uma quimera de sua própria corporalidade e assim concebe um corpo-ficção para fora de si.

quimera de mim mesmo (3).png

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/26
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg

      nestor varela 

      sobre

      exposições


>          imagens suspensas

>          hoje ontem

      trabalhos

>          aqui nesta rua

>          terceira gaveta

>          quimera de mim mesmo

>          retorno alomorfia

>          o visível invisível

>          corpo pedra 

>          corpo que deixa de ser corpo

>          exercícios de estática e movimento

>          caderno de descomposições

>          o que vêm e o que fica

>          ou desejos sexuais

>          dentro de mim

>          alomorfia

>          tratado dos afetos

>          despedaço

>          apanhador de desperdícios

>          innerbloom

     v       innerbloom

     v       what the water gave me

   
 v       wallflower

      contato