pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg

 >       dentro de mim

 >       ou desejos sexuais

 >       o que vêm e o que fica

 >       o todo é mais que a soma das suas partes

 >       caderno de (des) composições

 >       exercícios de estática e movimento 

 >       corpo que deixa de ser corpo

 >       hoje ontem : tudo meio que acaba na galeria

 >       é como se o a máquina guardasse um segredo de imagens suspensas através dos anos

 >       corpo pedra e um desvio azul

 >       o visível-invisível

 >       retorno alomorfia

 >       tratado dos afetos

 >       meu corpo é tátil

 >       alomorfia

 >       despedaço

 >       apanhador de desperdícios e inclinação as flores

 >       corpo escultura

      contato

      trabalhos

      sobre

      nestor varela 

pasta vazia.jpg

        > nestor varela > trabalhos > corpo que deixa de ser corpo

corpo que deixa de ser corpo, 2020

fotografias digitais, fotomontagem digital, gif

trabalho exposto no itajaí foto festival - rota alterada

está série fotográfica parte de um exercício de autonomia realizado entre o meu corpo e a câmera fotográfica. me coloco em frente à câmera, o obturador encontra-se em uma velocidade lenta. a câmera torna-se um aparato opaco, agente da própria vontade. meu corpo perde-se em movimento e coloca-se vulnerável à câmera. o que é registrado, é a experiência que a câmera inventaria. a imagem torna-se um objeto mnemônico de um corpo em movimento, um não-mais-corpo, um novo-corpo congelado em alvoroço pelo sensor fotográfico.

 

este corpo encontra-se em existência dentro de um espaço limitado. o corpo não possui mais contato com o externo ou com o coletivo. o próprio se converte em processos internos/individuais em busca de uma coletividade. cria suas próprias multidões individuais, através de sua descorporalização. este corpo que tem extensão e forma. que já não possui mais uma existência física. é uma matéria corpórea que se move rápida e frenética. para, e congela. o torso se desfigura pelo desejo de ser. desfragmenta sua própria existência. o corpo deixa de ser corpo e o não corpo se torna corpo.

corpo que deixa de ser corpo, 2020
corpo que deixa de ser corpo, 2020
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg

      exposições

 >       página de fragmentos

 >       innerblom

             innerblom

 >

             what the water gave me

 >

             wallflower

 >

pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg