pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg

 >       dentro de mim

 >       ou desejos sexuais

 >       o que vêm e o que fica

 >       o todo é mais que a soma das suas partes

 >       caderno de (des) composições

 >       exercícios de estática e movimento 

 >       corpo que deixa de ser corpo

 >       hoje ontem : tudo meio que acaba na galeria

 >       é como se o a máquina guardasse um segredo de imagens suspensas através dos anos

 >       corpo pedra e um desvio azul

 >       o visível-invisível

 >       retorno alomorfia

 >       tratado dos afetos

 >       meu corpo é tátil

 >       alomorfia

 >       despedaço

 >       apanhador de desperdícios e inclinação as flores

 >       corpo escultura

      contato

      trabalhos

      sobre

      nestor varela 

pasta vazia.jpg

        > nestor varela > trabalhos > o vísivel-invisível

o visível-invisível, 2021

série fotográfica, fotografias digitais

trabalho inédito

o meu corpo é espelho para o meu corpo, ele comporta segmentos extraídos dele próprio. “o espelho aparece porque eu sou vidente-visível, porque há uma reflexividade do sensível; ele a traduz e reduplica. [...] o fantasma do espelho arrasta para fora minha carne, e, do mesmo passo, todo o invisível de meu corpo pode investir nos outros corpos que vejo.” ¹ a carne viaja pelos prismas, entra pelo espelho e torna-se um fenômeno plural. o espelho transforma a experiência em espetáculo, múltiplos nestores se estilhaçam sobre a superfície mágica de reflexão. meu corpo se transforma em outros, outros corpos que são o mesmo. o meu exterior se completa, tudo o que tenho de mais secreto é refletido e refratado no espaço. o corpo existe, mesmo no escuro, a luz é que o denúncia. o caminho luminoso quebra-se em partes. rebate no corpo, que reflete no espelho, que rebate e reflete no espelho do olho do corpo e perpassa pelo corpo/objeto opaco da câmera até irradiar o sensor em códigos imagéticos. as imagens existem entre o positivo e o negativo, o que uma face esconde, a outra condena. é preciso olhar com olhos atentos, o reflexo do que se vê, pode não ser bem aquilo que parece.

 

¹ merleau-ponty, m., o olho e o espírito, cosac naify, 2004

o visível-invisível, 2021
o visível-invisível, 2021
o visível-invisível, 2021
o visível-invisível, 2021
o visível-invisível, 2021
o visível-invisível, 2021
o visível-invisível, 2021
o visível-invisível, 2021
o visível-invisível, 2021
o visível-invisível, 2021
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg

      exposições

 >       página de fragmentos

 >       innerblom

             innerblom

 >

             what the water gave me

 >

             wallflower

 >

pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg
pasta vazia.jpg